RDC apela aos refugiados para regressarem ao país

Uma fonte próxima do presidente da República Democrática do Congo (RDC) convidou os 115 mil compatriotas refugiados no norte do vizinho Congo-Brazzaville a regressarem ao seu país, numa declaração difundida hoje, terça-feira, pela rádio pública congolesa.

Durante uma visita ao Congo, Louise Mayima Kasendé, diretora adjunta do gabinete do presidente, Joseph Kabila, apelou aos seus compatriotas que tinham fugido dos confrontos inter-étnicos na província do Equador (nordeste da RDC) para regressarem para casa.

“Não resta outra solução aos refugiados do que regressarem ao país porque a maior parte das zonas que abandonaram estão agora seguras”, declarou Mayima Kasendé.

Em 14 de março de 2009, ela havia participado nas manifestações comemorativas da morte de Edith Lucie Bongo, filha primogénita do presidente Sassou Nguesso e esposa do antigo presidente gabonês, Omar Bongo Ondimba, que faleceu em junho de 2009.

Segundo agências humanitárias, desde fim de outubro de 2009, pelo menos 115 mil refugiados da RDC atravessaram o rio Ubangui, fronteira natural entre os dois países, e abrigaram-se em várias zonas de Likouala.

As autoridades de região de Likouala fazem alusão ao estado de grande insegurança, provocada pela forte presença de militares e dos insurgentes nas suas zonas de origem.

A 12 de março de 2010, as Nações Unidas colocaram no lugar uma ponte aérea entre Ponta-Negra (sul) e Impfondo, capital da Likouala, para encaminhar uma ajuda alimentar aos refugiados.

Fonte: Angola Press

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: