ACNUR pede US$ 12,5 milhões para apoiar os deslocados do Haiti

Estas duas meninas estão vivendo junto com uma família de acolhimento. Elas deixaram a sua casa depois do terremoto ter atingido o Haiti, no 12 de janeiro. (Foto: J.Björgvinsson/ ACNUR)

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) lançou hoje um pedido de US$12,5 milhões em fundos suplementares para ajudar as vítimas do terremoto do Haiti que estão vivendo fora dos campos ou que fugiram para a vizinha República Dominicana.

Até o momento, o ACNUR tem apoiado ativamente os programas de proteção e gestão de campo, enviando membros da equipe de emergência especializada em proteção, logística, registro e análise para auxiliar o esforço humanitário. Além disso, materiais para abrigo foram rapidamente despachados para apoiar cerca de 100 mil beneficiários. Na vizinha, República Dominicana, o ACNUR foi chamado a liderar a resposta de proteção, e para isso deslocou uma equipe de emergência que está trabalhando com as autoridades dominicanas no apoio aos haitianos que se deslocaram para este país.

“O ACNUR avaliou as necessidades dos deslocados fora de Porto Príncipe e de acampamentos reconhecidos. Com estes novos recursos, nosso objetivo é apoiar a população que vive fora dos campos, evitando assim mais deslocamentos ou o regresso prematuro, antes que condições adequadas e seguras sejam estabelecidas”, disse em Genebra o porta-voz da agência da ONU para refugiados, Melissa Fleming.

Em 2010, o ACNUR e seus parceiros pretendem implementar 85 projetos de impacto voltados para haitianos deslocados que receberam menos ajuda humanitária que a população assentada em campos e em Porto Príncipe. Deste total, 25 projetos terão como foco a população de deslocados vivendo perto da fronteira da República Dominicana. Além disso, o ACNUR tem o objetivo de apoiar o Haiti com provisões “não-alimentares” para 60 mil pessoas deslocadas nas regiões de fronteira e nas áreas Oeste, Central e de Artibonite.

De acordo com Melissa Fleming, “o ACNUR continuará apoiando o retorno ao Haiti de pacientes que receberam alta de hospitais na República Dominicana e irá ajudar as pessoas vulneráveis que precisam permanecer neste país vizinho”. Em Santo Domingo, capital da República Dominicana, o apoio será dado a igrejas, famílias de acolhimento e abrigos que cuidam de pacientes que receberam alta e haitianos vulneráveis, incluindo menores desacompanhados, órfãos, mulheres em risco e deficientes.

O ACNUR e seus parceiros também apoiarão pessoas vulneráveis de outros países, incluindo refugiados e migrantes sem documentos, que estavam vivendo no Haiti no momento do terremoto, foram forçados a fugir para República Dominicana ou os que se tornaram deslocados internos no Haiti. Além desta assistência humanitária, serão oferecidas orientações a respeito do regresso voluntário ao país de origem, ou alternativas de soluções duradouras, como integração local e reassentamento em outros países.

Fonte: ACNUR

2 respostas para ACNUR pede US$ 12,5 milhões para apoiar os deslocados do Haiti

  1. Suzana Leite disse:

    Olá

    sou estudante de jornalismo e gostaria de conhecer melhor a Refugees United. Já mandei um email para br@refunite.org e a mensagem voltou. Também fui ao endereço na Bela Vista, mas não tinha ninguém no local. Então, tento pelo blog algum tipo de informação para entrar em contato.

    Obrigada

    Abs

  2. refunitebrasil disse:

    Suzana,

    Funcionamos às segundas-feiras, das 9 às 17 horas e aos sábados, das 9 às 13 horas.

    Por favor, para agendar uma visita, envie um email para aa@refunite.org ou kf@refunite.org.

    Obrigada
    Alexandra

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: