Portugal foi o segundo país europeu a dar mais nacionalidades a imigrantes

Fonte: SOL

Portugal foi o segundo país da União Europeia que mais cidadania atribuiu por cada mil residentes estrangeiros em 2008, revela o Eurostat

De acordo com os números do gabinete de estatística das comunidades europeias (Eurostat), o maior número de nacionalidades foi atribuído pela França (137 mil pessoas), Reino Unido (129 mil) e Alemanha (94 mil).

Juntos, estes países contabilizam perto de metade de todas as nacionalidades atribuídas pelos 27 estados membros da União Europeia.

A Suécia foi o país que mais nacionalidades atribuiu por mil estrangeiros residentes (54), seguida de Portugal (51), Polónia (48), Finlândia (47) e Hungria (43).

O índice mais baixo foi registado na República Checa (três), Irlanda e Luxemburgo (seis).

A média nestes 27 países da EU é de 23 nacionalidades atribuídas por mil residentes estrangeiros.

Comparando com a população de cada Estado membro, as taxas mais elevadas de nacionalidades atribuídas foram registadas pela Suécia (3,3 cidadanias por mil habitantes, Luxemburgo (2,5), França, Portugal e Reino Unido (2,1).

Portugal atribuiu, em 2008, 22.410 nacionalidades. Cabo Verde (6.013), Brasil (4.080) e Guiné-Bissau (2.754) são os países de origem dos cidadãos que, nesse ano, adquiriram nacionalidade portuguesa.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: