ACNUR ajuda cerca de 250.000 vítimas de inundações no Paquistão

Fonte: ACNUR

Um menino apalpa o caminho nas águas da inundação com a ajuda de uma bengala. (Foto: N. James/ ACNUR)

Como parte de uma resposta coordenada das Nações Unidas, o ACNUR afirmou na segunda-feira que pretende apoiar cerca de 250 mil das vítimas mais vulneráveis afetadas pelas inundações no Paquistão. O país está enfrentando as piores enchentes de sua história, com 1.100 mortos e mais de um milhão de afetados, segundo o governo.

Equipes do ACNUR visitaram na segunda-feira o noroeste do Paquistão para distribuir suprimentos de emergência, onde mais de 1,5 milhões de pessoas ficaram desabrigadas pelas chuvas torrenciais e inundações.

Os funcionários se reuniram com as famílias numa escola do Estado que servia como um campo improvisado no distrito de Charsada, na província Pakhtunkhwa Khyber.

“Eles ficaram assustados”, disse um funcionário do ACNUR que esteve com a família. “Eles perderam tudo: suas casas, seus meios de subsistência. Essas pessoas não estavam preparadas para esta catástrofe natural que os atingiu de repente e com muita força”.

Anteriormente, a Agência das Nações Unidas para Refugiados lançou uma resposta separada às inundações no sudoeste da província do Baluchistão, em conjunto com outras agências da ONU, trazendo alívio a cerca de 2.000 famílias afetadas em Sibi e no distrito de Naseerabad. Enquanto isso, a chuva continuava a cair sobre uma vasta área do noroeste da província de Khyber Pakhtunkwa.

“O desafio é enorme, mas nossos funcionários e parceiros têm feito muito em prol dos esforços do governo,” disse Mengesha Kebede, representante do ACNUR em Islamabad. “O ACNUR foi o primeiro a intervir de forma significativa nessa rápida evolução da situação humanitária em Khyber Pakhtunkhwa e Baluchistão”.

Na sexta-feira, o ACNUR distribuiu 6.000 barracas em Nowshera, Charsadda, Peshawar e Pabbi por meio dos departamentos governamentais.

Globalmente, cerca de 10 mil tendas já foram distribuídas junto com material de socorro, tais como cobertores, enlatados e utensílios de cozinha.

“O mandato principal do ACNUR é proteger os refugiados, mas a organização sempre respondeu positivamente ao apelo de ajuda humanitária para a população local de Khyber Pakthunkhwa e Baluchistão”, observou Kebede.

As inundações também afetaram cerca de 1,5 milhões de refugiados afegãos que se abrigaram em Khyber-Pakhtunkhwa e Baluchistão durante as últimas três décadas e um número estimado de 700 mil pessoas desabrigadas pelos combates no Vale do Swat e em outras áreas no ano passado.

Rabia Ali em Peshawar e Qaisar Khan Afridi em Islamabad

Anúncios

Uma resposta para ACNUR ajuda cerca de 250.000 vítimas de inundações no Paquistão

  1. RetrOvisOrio disse:

    Homem sempre que precisa de ajuda…

    Muito interessante! Abraços……

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: