ACNUR lança apelo de $41 milhões para ajudar vítimas das enchentes no Paquistão

Fonte: ACNUR

Impacto das enchentes no Paquistão, 9 de agosto de 2010.

Com mais de 160 mil pessoas tendo se beneficiado, até o momento, da assistência emergencial do ACNUR nas áreas afetadas pelas inundações no Paquistão, a Agência lançou, nesta quarta-feira, um apelo de $ 41 milhões para responder às necessidades urgentes de mais de 550 mil pessoas, distribuídas em 80 mil famílias.

“As pessoas no Paquistão precisam urgentemente do apoio da comunidade internacional”, disse Mengesha Kebede, Representante do ACNUR no Paquistão. “As inundações de monções arrasaram casas, fazendas, fábricas, gado e meios de subsistência de milhões de pessoas.”

Os $41 milhões que o ACNUR está solicitando são parte de um pedido mais amplo de $459 milhões que a ONU lançou hoje em sua sede de Nova York. Enquanto esse pedido era feito, os caminhões do ACNUR que tinham ficado presos durante uma semana devido a deslizamentos de terra puderam finalmente chegar a Quetta, na província de Baluchistão, levando tendas para milhares de pessoas desabrigadas pelas inundações.

O ACNUR concentra seus esforços de assistência principalmente no oeste e noroeste das províncias de Baluchistão e Khyber Paktunkhwa, onde está ajudando as comunidades paquistanesas, as pessoas deslocadas por conflitos internos e os refugiados afegãos que vivem ali há bastante tempo.

“Estamos colocando nossa experiência e nossas provisões ao serviço das comunidades afetadas pelo desastre, mas precisamos urgentemente de fundos adicionais para permitir que as agências humanitárias respondam a tempo”, expressou Kebede.

O ACNUR, uma das agências humanitárias mais importantes do mundo, encontra-se entre os grupos de assistência, que trabalham em conjunto com as autoridades encarregadas dos desastres naturais no Paquistão, para ajudar as famílias a se recuperarem das devastadoras inundações que destruíram mais de 300 mil casas em todo o país.

A Agência enviou 1.000 tendas à província de Sindh que estão sendo distribuídas hoje nos distritos de Sukkar e Shikarpur.

No sul do país, onde as águas da inundação continuam subindo, mais de seis mil assentamentos espontâneos foram estabelecidos ao longo dos distritos de Sindh, tanto em edifícios públicos quanto em escolas, universidades e sedes do governo. As condições são muito precárias. As pessoas também estabeleceram acampamentos ao lado das rodovias e muitas delas estão expostas à intempérie. O ACNUR enviou tendas à cidade de Sukkur e uma quantidade menor a Shikarpur.

Na província do norte, Khyber Pakhtunkhwa, a equipe do ACNUR visitou hoje o campo de refugiados de Azakehl, gravemente danificado pelas enchentes, que abrigava cerca de seis mil famílias afegãs. A equipe relatou que o lugar encontra-se devastado. “Noventa e nove por cento do acampamento foi destruído completamente devido às inundações, e recolher os escombros levará pelo menos dois meses”, relata Werner Schellenberg, coordenador de abrigo do ACNUR. “Vi algumas pessoas tentando resgatar seus pertences, mas a maioria dos afegãos foi viver com familiares ou acamparam em terrenos mais altos ao lado da rodovia.”

O principal escritório do ACNUR em Khyber Pakhtunkhwa concentra seu trabalho de assistência em Charsadda, Nowshera e nas áreas atingidas de Peshawar. A Agência também enviou 500 tendas familiares a Swat, onde está sendo realizada uma missão de reconhecimento. As provisões distribuídas até o momento provêm integralmente das reservas que o ACNUR utiliza para ajudar as pessoas deslocadas pelo conflito na região noroeste do país.

Faça uma doação para a emergência no Paquistão no site internacional do ACNUR (em inglês)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: