Líbano autoriza refugiados palestinos a exercer qualquer profissão

Fonte: AFP

Palestino organiza frutas em sua barraca no campo de refugiados de Beddawi, em Tripoli, norte de Beirute, Líbano

O parlamento libanês aprovou nesta terça-feira uma lei que autoriza aos cerca de 400.000 refugiados palestinos residentes no país o exercício de qualquer profissão.

Segundo uma fonte do parlamento, a lei acaba com as restrições impostas em termos de emprego aos refugiados palestinos, que terão, de agora em diante, direito de trabalhar em qualquer setor aberto aos estrangeiros.

Apesar da ONU contabilizar 400.000 refugiados palestinos, calcula-se que haveria entre 250.000 e 270.000, já que as Nações Unidas não apagaram de sua lista as pessoas que partiram para outros países. A população do Líbano é de quatro milhões.

A proposta de lei, apresentada pelo grupo parlamentar do líder druso Walid Jumblat, incluía a concessão aos refugiados palestinos do acesso a qualquer profissão e o direito de propriedade, além de seguro social e atenção médica.

Isso criou fortes debates entre parlamentares muçulmanos e cristãos, que dispõem da mesma quantidade de cadeiras no parlamento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: