Retornos voluntários ao Afeganistão já chegam a 100 mil neste ano

Fonte: ACNUR

De malas prontas: uma família afegã pronta para seguir em frente, deixa para trás um centro de repatriação voluntária no Paquistão. (Photo: R. Ali/ ACNUR)

O número de pessoas retornando voluntariamente do Paquistão e do Irã ao Afeganistão já ultrapassou, em 2010, a marca de 100 mil, quase o dobro do número do ano passado, sendo que 95 mil provêm do Paquistão.

O programa de repatriação voluntária do ACNUR, no Afeganistão, continua sendo o maior do mundo, com cerca de 4.5 milhões de pessoas tendo retornado ao país desde 2002. Como as estatísticas de anos anteriores mostram, o número de retornados pode variar significativamente de um ano para outro.

Como parte de suas responsabilidades de monitoramento, o ACNUR conduz entrevistas com repatriados afegãos para conhecer suas razões para retornar ao país. Neste ano, os fatores mais freqüentemente citados foram questões econômicas, dificuldades no Paquistão, e melhoria das condições de segurança em algumas partes do Afeganistão.

No geral, quase 70% dos retornados vem da Província de Khyber Pakhtunkhwa, no noroeste, e o resto vem das províncias de Balochistão, Punjab e Sindh. Um terço destina-se ao leste do Afeganistão, outro terço à região central e os demais vão, em sua maioria, para o nordeste.

Por outro lado, o ACNUR está conversando, no Paquistão, com as autoridades para reabilitar as vilas de refugiados que foram danificadas em Khyber Pakhtunkhwa e Balochistão. Até agora, em áreas atingidas pelas enchentes, o ACNUR conseguiu assistir a cerca de 700 mil pessoas, representando um terço daqueles que a agência planeja ajudar.

Para acelerar a assistência, o ACNUR estabeleceu pontos adicionais de distribuição de ajuda nas áreas mais afetadas de Shangla, Swat, Peshawar, Charsadda e Kohistan. Estamos também em processo de estabelecer novos centros e identificar parceiros que nos ajudem a expandir o alcance da assistência para as vítimas das enchentes.

Mais ao sul, em Sindh, duas mil famílias já receberam do ACNUR os kits familiares com artigos não alimentícios.

De acordo com oficiais do governo, o número de pessoas deslocadas no Balochistão subiu para um 1.1 milhão, incluindo 700 mil pessoas provenientes das regiões inundadas em Sindh.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: