França organiza reunião sobre imigração, mas evita falar de ciganos

Fonte: European Pressphoto Agency

A França organizou a reunião realizada nesta segunda-feira em Paris com ministros europeus e do Canadá sobre imigração irregular e direito de asilo, mas tentou evitar discutir as expulsões de ciganos, assunto que criou uma tensão entre Paris e a Comissão Europeia.

Apesar de tentar não falar das expulsões de ciganos romenos e búlgaros de solo francês, o ministro de Imigração da França, Eric Besson, organizador do encontro, não conseguiu escapar da polêmica e se esforçou para defender a posição de seu país diante da imprensa.

Negou que se tratasse de expulsões coletivas e que seu objetivo fosse a comunidade cigana. Disse que representa o envio de “cidadãos romenos e búlgaros” a seus países e, principalmente, insistiu que a “França respeita o direito comunitário”.

Besson também asegurou que o Governo francês está disposto a seguir dando explicações perante a Comissão Europeia, cuja representante na conferência, a titular de Assuntos Internos, Cecilia Malstrom, evitou comparecer diante da imprensa.

O ministro, que evitou comentar a posição de Cecilia, disse que a comissária não quis discutir o assunto publicamente na reunião porque, nesta terça-feira, vai debatê-lo com o Parlamento Europeu.

Antes disso, o presidente francês, Nicolas Sarkozy, recebe esta tarde o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, com quem deve discutir em particular as expulsões de ciganos, que desde janeiro, já estão perto de nove mil, quase o mesmo número de todo o ano passado.

A UE pediu à França, na semana passada, esclarecimentos sobre a legalidade dessas expulsões e deve emitir uma sentença nos próximos dias que pode levar a questão ao Tribunal de Justiça da UE, em Luxemburgo.

Besson justificou que o tema dos ciganos não estava na agenda dos seis países europeus participantes (França, Grécia, Itália, Reino Unido, Alemanha e Bélgica) e Canadá porque o objetivo era falar dos problemas da imigração irregular e do direito de asilo nas fronteiras externas da União Europeia.

Apesar disso, o ministro do Interior da Itália, Roberto Maroni, não só justificou a política de seu Governo de expulsar ciganos romenos, que comparou à da França, como disse que corresponde aos “problemas” que a legislação comunitária coloca sobre o direito dos cidadãos da UE de se instalarem em outros países.

Em sua opinião, os impedimentos para que os cidadãos de um país se instalem em outros por mais de três meses “não possuem sanções suficientes” para que sejam aplicáveis.

Espanha e Estados Unidos, que tinham sido convidados a acompanhar o encontro – cuja ideia surgiu durante uma viagem de Besson ao Canadá -, não enviaram nenhum representante.

Além da questão dos ciganos, Maroni defendeu sua política de controle da imigração irregular e, em particular, o acordo assinado com a Líbia que permitiu reduzir de 30 mil para 400 a chegada de clandestinos à ilha italiana de Lampedusa.

Precisamente, o ministro de Proteção do Cidadão da Grécia, Spiros Vougias, considerou que as medidas dos Governos italiano e espanhol para impermeabilizar suas fronteiras com o norte da África estavam deslocando para a Grécia o fluxo de ‘imigrantes ilegais’ que tentam entrar na UE e pediu ajuda a seus parceiros europeus.

“Esperamos mais solidariedade europeia com a Grécia” que é “um país pequeno” e “não pode controlar este fluxo” sozinho, comentou Vougias, que assegurou que este ano 82% dos imigrantes clandestinos que chegaram à UE entraram por seu país.

Um dos objetivos do encontro de Paris era avançar nas discussões sobre uma padronização das regras para pessoas que pedem asilo na UE, visando a conferência ministerial dos 27 países da UE, prevista para os próximos dias 13 e 14 em Bruxelas.

Bélgica, Alemanha e França, onde os pedidos de asilo cresceram respectivamente 40%, 25% e 18% em 2009, enquanto diminuíram em outros Estados europeus, consideram necessária essa padronização para evitar que as diferenças legais sejam utilizadas pelas redes de imigração ilegal.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: