Mais de 700 somalis e etíopes pedem asilo político a Moçambique

Fonte: SIC

Mais de 700 somalis e etíopes pediram asilo político nas últimas duas semanas às autoridades moçambicanas, que os encaminharam para o centro de refugiados de Marratane, na província de Nampula, norte de Moçambique, disse hoje um porta-voz da polícia.

Segundo Inácio Dina, o governo de Nampula recebeu mais de 700 cidadãos, nomeadamente da Somália e Etiópia que requereram asilo político, “devido à instabilidade política vivida nos seus países”.

Citado hoje pela Televisão de Moçambique, Inácio Dina garantiu que só esta semana um grupo de 521 estrangeiros, na sua maioria somalis, entrou no país com guias de pedido de asilo.

“Na sua maioria são somalis, mas também temos etíopes”, disse.

Nampula é uma das províncias que regista mais casos de imigração ilegal e é também onde existe o maior centro de refugiados (Centro de Marratane), que alberga cerca de seis mil pessoas.

Moçambique tem sido destino preferencial de estrangeiros vindos da Somália, Etiópia, Paquistão e Bangladesh, que procuram acolhimento devido à crise política e social em que estão mergulhados os seus países.

Com uma costa marítima e fronteiras extensas, Moçambique também regista muitos casos de imigração ilegal de pessoas em trânsito para a África do Sul.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: