Ofensiva diplomática para a crise

Fonte: Fátima Missionária

Procura-se solução rápida para o impasse pós-eleitoral no país. Agências da ONU apelaram a financiamento urgente. Afinal, os refugiados podem superar os 100 mil até abril

A ofensiva diplomática para uma solução rápida para a crise pós-eleitoral na Costa do Marfim continua sob pressão do secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, com as agências da ONU a apelarem esta segunda-feira para um financiamento urgente, advertindo que os refugiados que fogem para os países vizinhos, como a Libéria, podem superar os 100 mil até ao final de Abril.

Ban Ki-moon reuniu-se esta segunda-feira em Addis Abeba, a capital da Etiópia, com o presidente da Nigéria, Goodluck Jonathon, que tem desempenhado um papel importante na tentativa de resolver a crise que se iniciou com a recusa do presidente cessante, Laurent Gbagbo, em deixar o cargo – apesar da sua derrota ter sido certificada pela ONU – para o vencedor, o líder da oposição Alassane Ouattara.

O secretário-geral da ONU tem apelado repetidamente a Gbagbo para que se demita. Nas conversações com Jonathon, Ki-moon destacou a necessidade de uma solução rápida para o impasse, que vá de encontro à vontade do povo da Costa do Marfim, expressa nas presidenciais de novembro.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: