Líbia: O drama dos refugiados

Fonte: Euronews

A Tunísia avisou a Líbia, que apresentaria uma queixa no Conselho de Segurança das Nações Unidas, caso Tripoli continuasse a bombardear território tunisino junto à fronteira onde se encontram milhares de refugiados.

Entretanto, segundo o Alto Comissariado da ONU para os Refugiados, desde o início do conflito na Líbia, cerca de 14 mil pessoas fugiram do país para Itália e Malta.

O pessoal do Alto Comissariado constatou que centenas de pessoas que tinham inicialmente fugido para a Tunísia ou o Egito voltaram à Líbia para viajarem de barco para a Europa.

Entre os refugiados estão membros das comunidades da Somália, da Eritreia e da Etiópia.

“Estivemos fechados em casa mais de duas semanas ou mesmo três. Não podíamos sair para arranjar comida. Para não morrermos, arranjamos um barco e fugimos”, disse um refugiado chegado a Lampedusa.

Ainda segundo o Alto Comissariado da ONU para os Refugiados, desde 25 de março cerca de 1.200 pessoas terão desaparecido na travessia do Mediterrâneo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: