Garoto de vídeo histórico de Srebrenica relembra encontro com Mladic

Fonte: G1

Comandante do Exército servo-bósnio, Ratko Mladic, toca no rosto de garoto muçulmano Izudin Alic ao garantir a pessoas em Srebrenica que estavam seguros (12/07/1995) (Foto: AP)

Hoje com 24 anos, Izudin Alic ganhou afago e chocolate de ex-comandante servo-bósnio antes de massacre de 8 mil muçulmanos em 1995

O vídeo horrorizou o mundo: um sorridente Ratko Mladic afagando um garoto muçulmano na cabeça em 1995 e assegurando a ele e a todos na área de Srebrenica de que estariam a salvo – poucas horas antes de inspecionar o assassinato de até 8 mil homens e meninos.

O garoto na gravação atualmente é um homem de 24 anos. Ele relembra o dia ensolarado que se encontrou com o comandante servo-bósnio que agora enfrenta acusações de genocídio. “Tinha 8 anos e não sabia o que estava acontecendo ou quem era Ratko Mladic,” disse Izudin Alic em uma entrevista exclusiva à Associated Press.

Mladic, agora com 69 anos, foi capturado na semana passada por agentes da inteligência sérvia depois de 16 anos foragido. Mladic foienviado à Holanda nesta terça-feira, horas depois de juízes terem rejeitado uma apelação para impedir sua extradição.

Em 1995, Alic estava entre milhares de muçulmanos bósnios que buscaram proteção da ONU em Srebrenica. Naquela tarde de julho, ele se uniu a outras crianças em um campo gramado onde ouviram dizer que um soldado importante estava distribuindo chocolates. “Fui lá com outras crianças e peguei aquela barra de chocolate de Ratko Mladic,” disse Alic, um homem esguio com olhos fundos. “Ele me perguntou meu nome e disse Izudin. Não senti medo. Apenas pensava no chocolate.”

O avô de Alic o havia proibido de ir até o local, mas ele se esgueirou para fora da fábrica onde a família se escondia porque não pôde resistir à atração de ganhar o doce. Enquanto ele o devorava com gratidão, seu pai era caçado por homens de Mladic em florestas vizinhas. Seu pai, Sahzet, havia fugido na noite anterior com 15 mil outros homens de Srebrenica, caminhando por montanhas e campos minados. Os soldados de Mladic logo os alcançaram.

“Ele foi encontrado anos depois em uma vala comum”, disse Alic, folheando um álbum de fotografias em um jardim em frente de sua casa.

A gravação que mostra Mladic afagando Alic na cabeça causou uma revolta mundial pelo contraste entre a benevolência fingida e a realidade do massacre que viria posteriormente. Mladic é visto entre os refugiados bósnios, prometendo com um sorriso uma retirada enquanto seus soldados entregavam chocolates às crianças.

No vídeo, Mladic pergunta a idade a Alic, que responde: 12. Ele disse que mentiu por parecer mais velho, sem perceber os riscos. A vítima mais jovem conhecida de Srebrenica tinha 14.

Foto de 01/09/1995 mostra ex-comandante servo-bósnio Ratko Mladic jogando bilhar na cidade de Mali Zvornik, Iugoslávia (Foto: AP)

A ONU havia declarado a cidade de Srebrenica, no leste da Bósnia, cercada pelos sérvios durante o conflito, uma área de proteção a civis. Quando os soldados de Mladic invadiram o enclave, cerca de 20 mil lotaram uma base da ONU do lado de fora de Srebrenica em busca de proteção. Entre eles estava a família de Ali – o garoto, suas duas irmãs, mãe e avô.

Quando as tropas sérvias alcançaram a base, um número insuficiente de tropas de paz holandesas mal equipadas nunca fizeram um único disparo, e os soldados de Mladic começaram a separar os homens para a execução.

A família retornou para se estabelecer em Prohici, nos arredores de Srebrenica, poucos anos depois da guerra. Alic ganha a vida como trabalhador da construção civil e fazendo sanduíches em uma loja de fast-food. Ele frequentemente reza no túmulo de seu pai no memorial da cidade, onde milhares de vítimas de Mladic – retiradas de valas comuns – foram finalmente enterradas.

Para Alic e sua família, algum consolo surgiu quando Mladic foi capturado na quinta-feira em uma vila a norte de Belgrado. “Fiquei contente”, disse Alic. “Ele deveria ser sentenciado à maior quantidade de anos possível. Ele matou meu pai, meu tio e tantas outras pessoas.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: