Alto comissário da ONU vem ao Brasil ver como são tratados os refugiados

Fonte: Jornal do Brasil

Por Renata Giraldi

O alto comissário da Agência das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR), António Guterres, visita o Brasil a partir desta segunda-feira. É a segunda visita dele ao país. Guterres vai se reunir com refugiados e reassentados acolhidos pelo Brasil. Também há reuniões marcadas com o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, e autoridades do governo e do Congresso.

Pelos dados da ACNUR de 2010, há no Brasil 4.306 refugiados de 75 nacionalidades, sendo 39% angolanos, 14% colombianos, 10% oriundos do Congo, 6% da Libéria e 5% do Iraque. A maior parte dos refugiados vem da África e, em seguida, das Américas.

De acordo com o Itamaraty, o Brasil será destaque na campanha global a ser lançada este mês pelo ACNUR. Apenas em 2011, o governo brasileiro planejou repassar, em contribuições para a a agência da ONU, cerca de US$ 3,7 milhões.

A legislação brasileira de refúgio é considerada uma das mais modernas e abrangentes do mundo, segundo o Ministério das Relações Exteriores. O Brasil é considerado, de acordo com especialistas, exemplo na prevenção da chamada apatridia, que diz respeito às pessoas que não têm nacionalidade ou cidadania reconhecidas.

O ACNUR recebeu duas vezes o Prêmio Nobel da Paz (1954 e 1981). Com mais de 7 mil funcionários, atua em 123 países e tem mandato para conduzir e coordenar ações internacionais de proteção aos refugiados e atividades de assistência a retornados, deslocados internos e apátridas.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: