Sarampo pode aumentar mortalidade de somalis refugiados na Etiópia

Fonte: Jornal de Notícias

Só este ano chegaram à Etiópia 78 mil somalis

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados alertou este sábado para o risco de um surto de sarampo poder aumentar a mortalidade nos campos de refugiados somalis no sudoeste da Etiópia.

“O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) está preocupado com o aparecimento da doença, que leva a uma alta mortalidade, e com casos graves entre uma população de refugiados já vulneráveis, cuja saúde já estava comprometida”, sublinha em comunicado aquele organismo das Nações Unidas.

O ACNUR admite que metade das 25 mortes registadas até quinta-feira no campo de Kobe se tratava de casos de sarampo.

“A situação é alarmante e não nos podemos dar ao luxo de esperar”, apelou Moisés Okello, representante do ACNUR para a Etiópia.

“Devemos agir agora, urgentemente e de forma decisiva, para parar (a propagação da doença) e reverter a situação”, acrescentou, ressaltando a necessidade de vacinação das crianças.

De acordo com o ACNUR, um grupo de peritos deverá chegar domingo a Dolo Ado e na terça-feira deverá começar uma campanha de vacinação.

Estima-se que estejam vivendo em campos de refugiados cerca de 118.400 somalis, dos quais 78 mil chegaram apenas este ano.

Apesar de o sarampo ser relativamente inócuo em condições normais, a propagação da doença nas condições sanitárias dos campos de refugiados combinadas com a desnutrição da população pode ter consequências fatais, alertou o ACNUR.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: