Arquiteto da dura lei migratória do Arizona é destituído do cargo

Fonte: AFP

Pela primeira vez o presidente de um Senado estadual é destituído nos Estados Unidos por uma "eleição de destituição" (Foto: Sandy Huffaker/ AFP/Getty Images/Arquivo)

O arquiteto da dura lei contra a imigração do Arizona, o presidente do Senado do estado, o republicano Russell Pearce, foi destituído de seu cargo em uma votação extraordinária.

Pearce, que formulou a polêmica lei SB 1070, foi derrotado na terça-feira por Jerry Lewis, também republicano, por 53% a 46%, segundo os resultados apresentados pelas autoridades locais para o distrito legislativo 18 do Arizona (sudoeste).

Esta é a primeira vez que o presidente de um Senado estatal é destituído nos Estados Unidos por meio de uma chamada “eleição de destituição”, que foi solicitada por organizações defensoras dos direitos civis que recolheram mais de 10.000 assinaturas contra Pearce.

“Parece que os números não me favorecem”, disse Pearce, citado pela imprensa local. “Se for destituído, é o preço que pago por manter minhas promessas. Que assim seja”, afirmou.

Pearce, que estava há uma década no Senado do estado, deve deixar o cargo quando as autoridades eleitorais tornarem oficial o resultado.

A lei SB 1070, promulgada em abril de 2010, pela primeira vez na história dos Estados Unidos tornou a imigração ilegal em um estado e obrigava a polícia local a pedir a documentação de qualquer pessoa que, sob “suspeita razoável”, pudesse ser considerada um imigrante ilegal.

A lei foi imediatamente impugnada por grupos defensores dos direitos civis e pelo governo de Barack Obama, que alegava sua inconstitucionalidade por interferir nas leis migratórias federais, e foi parcialmente suspensa por um juiz federal antes de que entrasse em vigor em julho de 2010.

A decisão final sobre a lei ficou nas mãos da Suprema Corte de Justiça.

Jerry Lewis fez campanha com uma postura migratória mais moderada.

Depois do Arizona, vários estados aprovaram duras leis migratórias, e em dois deles, Alabama e Carolina do Sul, o governo também as impugnou judicialmente, enquanto estuda fazer o mesmo em Utah, Indiana e Geórgia.

O governo de Barack Obama defende uma política migratória “humana” focada na deportação de criminosos e uma reforma integral que abra caminho para regularizar a situação de vários imigrantes.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: