Ao serviço dos refugiados da Costa do Marfim

Fonte: Fátima Missionária

Refugiada da Costa do Marfim

Theo Neewrayson trabalha para a Tiyatien Health, organização humanitária e parceira da agência das Nações Unidas para os Refugiados. O jovem de 33 anos fala sobre a importância de dar apoio psicológico aos refugiados

“Eu mesmo fui um refugiado liberiano na Costa do Marfim – estes marfinenses são o meu povo”, começa por explicar o jovem liberiano. Theo Neewrayson tinha 12 anos quando fugiu para a Costa do Marfim com os seus irmãos e começou a trabalhar no campo. “Os marfinenses receberam-nos e agora somos nós que cuidamos deles”, recorda.

Trabalha como agente de saúde comunitária e fornece serviços de apoio psicológico, mas o seu trabalho vai além disso. Também dá aconselhamento, participa na realização de campanhas de consciencialização para doenças graves como o vírus do HIV, e para a prevenção das mesmas.

“Ajuda bastante dizer às pessoas que estão a sofrer que elas não estão sozinhas. Nós organizamos sessões em grupo para compartilhar experiências. Às vezes, durante as sessões, eu mesmo conto a minha história de fuga porque isso ajuda as pessoas a abrirem-se”, explica, segundo o site do ACNUR (agência das Nações Unidas para os Refugiados). 

Se tivesse que destacar apenas um aspecto do seu trabalho seria a consciencialização para os problemas de saúde. Isto, porque “prevenir uma doença é melhor que curá-la. Essas sessões informativas ajudam os refugiados a abrir-se e falar dos seus problemas”. Ajudam a combater a timidez mas também a falta de informação. Segundo o mesmo, o trabalho é um aspecto importante na melhoria da saúde mental de uma pessoa, pois fá-la sentir-se integrada na sociedade.

2 respostas para Ao serviço dos refugiados da Costa do Marfim

  1. renato araujo disse:

    o artigo não está datado. Isso pode confundir e tornar o texto inócuo.

  2. renato araujo disse:

    Desculpem-me. Só percebi a data depois de ter postado. De qualquer modo, serviu para perceber que não há como apagar ou remover o post. (se alguém puder remover estes dois posts, por favor, que o faça.)
    Obrigado.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: