Novas ferramentas de pesquisa e ensino sobre refúgio, apatridia e deslocamentos forçados

outubro 17, 2012

Fonte: ACNUR Brasil

Diretório Nacional de teses de doutorado e dissertações de mestrado sobre refúgio, deslocamentos internos e apatridia (1987-2009).

Pesquisadores acadêmicos e estudantes já podem consultar virtualmente, no site do ACNUR Brasil, um banco de dados acadêmicos com resumos de teses e dissertações sobre refúgio, apatridia e deslocamentos forçados produzido pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados. Também está disponível a versão eletrônica do programa de ensino “Direito Internacional de Refugiados”.

O diretório reúne resumos de 23 teses de doutorado e 61 dissertações de mestrado produzidas no Brasil entre 1987 e 2009. Há também informações sobre artigos publicados em periódicos acadêmicos de Relações Internacionais e uma lista de obras específicas que envolvem a temática do refúgio, apatridia e deslocamentos internos. O diretório, que está hospedado em uma página dedicada à Cátedra Sérgio Vieira de Mello (CSVM), pode ser acessado no endereço acnur.org/diretorio-nacional-de-teses-de-doutorado-e-dissertacoes-de-mestrado/.

Continue lendo »

Anúncios

ACNUR e ONGs parceiras precisam de mais US$295 milhões para atender refugiados da Síria

setembro 28, 2012

Fonte: ACNUR Brasil

Refugiados sírios no campo de Zaátri, na Jordânia, onde as necessidades são enormes. (Foto: S.Malkawi/ ACNUR)

A Organização das Nações Unidas e seus parceiros humanitários anunciaram nesta terça-feira que precisarão de mais US$ 295 milhões para socorrer as centenas de milhares de refugiados sírios.

O orçamento total proposto para garantir a assistência aos estimados 700 mil refugiados sírios em países vizinhos até o fim do ano pulou de US $193,2 milhões para US$ 487,9 milhões. Até agora foram arrecadados US$ 141,5 milhões para o interagencial Plano de Resposta Regional para Refugiados Sírios.

Continue lendo »


Agência de refugiados da ONU já registrou quase 5 mil pessoas da Síria

janeiro 2, 2012

Fonte: Rádio ONU

Por Mônica Villela Grayley

Manifestantes na Síria

ACNUR diz que número está aumentando por causa da violência política no país; desde meados de março manifestantes pró-democracia estão pedindo reformas no regime do presidente Bashar al-Assad.

A Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, ACNUR, informou que o número de registros de cidadãos da Síria para assistência está aumentando.

Continue lendo »


Brasil acolhe poucos refugiados ?

dezembro 11, 2011

Fonte: Correio do Brasil

Por Rui Martins

O dirigente do Conare contesta críticas de Johannes van der Klauw, do Acnur, à política brasileira de refugiados

O presidente do Conare, Luiz Paulo Barreto, contestou, em Genebra, onde participava da conferência ministerial do Acnur, a acusação de ser restritiva a política brasileira para refugiados. Porém, fazendo-se comparação com outros países, a diferença é enorme.

A queixa contra a pouca disposição brasileira em receber refugiados foi feita pelo coordenador-principal do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados, Acnur, Johannes van der Klauw, em Genebra, no momento mais forte da crise na Líbia, quando milhares de pessoas buscavam proteção do lado tunisiano ou egípcio.

Era uma situação de emergência, mas o Acnur precisava de apoio imediato para quatro mil pessoas desalojadas, porém tanto a França, como a Inglaterra e Alemanha negaram-se a dar acolha. Só a Suécia, Noruega, Austrália e Canadá ofereceram acolha equivalente, no total, a mil pessoas.

Naquela época, o coordenador-principal do Acnur desabafou – « gostaríamos que países da América do Sul, como o Brasil, aceitassem esses refugiados vindos da Eritréia, da Somália e do Sudão, mas não obtivemos apoio desses países latinoamericanos para nossa demanda ».

Continue lendo »


Retomado processo de repatriamento de refugiados angolanos na RDC

dezembro 3, 2011

Fonte: Angola Press

O processo de repatriamento voluntário e organizado de refugiados angolanos na República Democrática do Congo (RDC), interrompido no dia 22 de novembro último, foi retomado nesta sexta-feira, 2 de dezembro, com a chegada a Mbanza-Kongo (Zaire) de 223 compatriotas.

 
De acordo com a diretora provincial da assistência e reinserção social, Madalena das Dores, que avançou a informação hoje (sábado) à Angop, 67 famílias foram transportadas por um comboio rodoviário, a partir da comuna fronteiriça do Luvo, 60 quilômetros a norte da cidade de Mbanza-Kongo.
 
Continue lendo »

ACNUR preocupado com novas restrições ao trabalho humanitário na Somália

novembro 30, 2011

Fonte: ACNUR Brasil

Um jovem refugiado somali recebe uma injeção o centro de recepção do complexo de Dadaab, no Quênia. (Foto: S. Modola/ ACNUR)

O Alto Comissariado da ONU para Refugiados (ACNUR) expressou preocupação sobre a decisão da milícia somali Al Shabab, tomada no início da semana, de revogar a permissão para que o ACNUR e outras organizações humanitárias da ONU trabalhem nas áreas controladas pelo grupo.

“Essa decisão chega num momento de aguda crise humanitária nas regiões centro e sul da Somália”, afirmou o porta-voz do ACNUR, Andrej Mahecic, a jornalistas em Genebra nesta terça-feira. “Nós estamos avaliando o impacto deste acontecimento em nossas operações humanitárias nestas áreas da Somália”, acrescentou

Continue lendo »


Campanha do ACNUR nas Américas apoia “16 Dias de Ativismo contra a Violência de Gênero”

novembro 25, 2011

Fonte: ACNUR Brasil

Em apoio à iniciativa internacional “16 Dias de Ativismo contra a Violência de Gênero”, o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) lança hoje uma campanha para denunciar a violência contra as mulheres no contexto de conflitos armados e deslocamentos forçados. Com o tema “O grande problema é que passa despercebido”, a campanha está sendo divulgada em toda a região das Américas.

Criada e cedida ao ACNUR pela agência de publicidade Saatchi y Saatchi, a campanha apresenta vídeos, anúncios publicitários e um sistema de mensagens SMS para formadores de opinião e formuladores de políticas públicas da região. O material estará disponível a partir do dia 28/11 em http://www.saynotoviolence.org/es e pelos websites do ACNUR em português (www.acnur.org.br) e em espanhol (www.acnur.org).

Continue lendo »