Alto Comissário visita Sudão do Sul para dar visibilidade à “crise esquecida”

novembro 26, 2012

Fonte: ACNUR Brasil

O Alto Comissário das Nações Unidas para Refugiados, António Guterres, encerrou na última sexta-feira uma visita de três dias ao Sudão do Sul. O objetivo foi chamar a atenção para os milhares de refugiados sudaneses em países vizinhos da região. Guterres, que visitou refugiados em Yida, um campo próximo à fronteira com o Sudão, descreveu a situação no Sudão do Sul como “uma crise esquecida”.

O Alto Comissário mostrou-se particularmente preocupado com o bem-estar dos 60 mil civis vivendo em Yida, orientando-os a aceitarem a realocação para lugares mais ao interior do Sudão do Sul, onde as condições de segurança, saúde e acesso a recursos são melhores.

Leia o resto deste post »


ONU prevê crise de refugiados em 2012

julho 31, 2011

Fonte: O Estado de S. Paulo

A primavera árabe tem aumentado o número de refugiados no Norte da África e no Oriente Médio. A maioria consegue abrigo em países vizinhos, mas muitos fugitivos, por não se adaptarem e não poderem retornar à terra natal, acabam encaminhados a outras nações. São os “reassentados”. A Organização das Nações Unidas (ONU) estima que, em 2012, 173 mil pessoas precisarão dessa ajuda – 90 mil além das vagas oferecidas pela comunidade internacional.

Leia o resto deste post »


Costa do Marfim: milhares de refugiados fogem para a Libéria

março 7, 2011

Fonte: Euronews

Milhares de pessoas continuam a fugir da Costa do Marfim para a Libéria, três meses depois das eleições presidenciais que mergulharam o país na antecâmara da guerra civil.

Este domingo, os ex-rebeldes leais ao presidente reconhecido pela comunidade internacional, Alassane Ouattara, conquistaram uma terceira cidade no sudoeste do país.

Leia o resto deste post »


António Guterres critica falta de resposta internacional à situação na Líbia

fevereiro 25, 2011

Fonte: SIC

O alto-comissário da ONU para os Refugiados, António Guterres, criticou a falta de resposta da comunidade internacional à situação que se vive na Líbia, de onde, salientou, estão fugindo milhares de pessoas.

Egípcios que trabalhavam na Líbia num campo de refugiados na fronteira turca (Foto: AP)

“Faço parte de uma agência humanitária pelo que não vou fazer considerações políticas sobre isso, mas sinto uma pressão no peito quando vejo o que se passa – e como a comunidade internacional tem respondido”, afirmou Guterres, quando instado a comentar a falta de resposta internacional à situação na Líbia.

Em declarações à cadeia de televisão árabe Al-Jazira desde Genebra, o chefe do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) salientou a dimensão da crise humanitária que se vive nas fronteiras com a Líbia, onde se regista um autêntico êxodo de pessoas que fogem da violência.

Leia o resto deste post »


Alto Comissário pede resolução urgente da crise na Costa do Marfim

fevereiro 10, 2011

Fonte: ACNUR

Funcionários do ACNUR e da Organização Internacional para as Migrações registram os deslocados internos no oeste da Costa do Marfim. (Foto: B. Kouame)

Enquanto as tensões aumentam e pessoas continuam fungindo de suas casas na Costa do Marfim, o Alto Comissário das Nações Unidas para Refugiados, António Guterres, pediu hoje um fim urgente para o impasse político que está paralisando o país e incitando à violência.
 
“A paralisia política está se arraigando profundamente, fazendo a situação humanitária piorar a cada dia”, disse Guterres. “As pessoas estão com muito medo”.

Leia o resto deste post »


Ofensiva diplomática para a crise

fevereiro 1, 2011

Fonte: Fátima Missionária

Procura-se solução rápida para o impasse pós-eleitoral no país. Agências da ONU apelaram a financiamento urgente. Afinal, os refugiados podem superar os 100 mil até abril

A ofensiva diplomática para uma solução rápida para a crise pós-eleitoral na Costa do Marfim continua sob pressão do secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, com as agências da ONU a apelarem esta segunda-feira para um financiamento urgente, advertindo que os refugiados que fogem para os países vizinhos, como a Libéria, podem superar os 100 mil até ao final de Abril.

Leia o resto deste post »


Costa do Marfim: violência pós-eleitoral já fez perto de 200 mortos

dezembro 24, 2010

Fonte: Euronews

Num bairro da capital da Costa do Marfim, Abidjan, apoiantes do vencedor das presidenciais Alassane Ouattara levantam barricadas para se protegerem dos partidários de Laurent Gbagbo.

Segundo a ONG Human Rights Watch, membros das forças de segurança fiéis ao chefe de Estado “são responsáveis pelo rapto e desaparecimento de apoiantes do rival”.

As Nações Unidas contabilizam perto de 200 mortos na violência pós-eleitoral.

Leia o resto deste post »